Pular para o conteúdo
Voltar

Banca divulga número de inscritos por cargo e lotação para concurso de servidores da Defensoria Pública de Mato Grosso

Na terça-feira (31 de agosto), o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) divulgou a lista atualizada de candidatos inscritos por cargo e lotação para o concurso de servidores da Defensoria Pública; locais de prova serão divulgados no site da banca no dia 19 e as provas objetiva e discursiva serão realizadas no dia 25 de setembro
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

Arte: @marelafranca
A | A

Na última quarta-feira (31), o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), banca organizadora do concurso público para o provimento de 28 vagas dos cargos de carreira de apoio administrativo da Defensoria Pública de Mato Grosso, publicou a relação de inscritos por cargo e lotação. Clique aqui para acessar a lista atualizada.

No total, 14.036 candidatos se inscreveram para a seleção. Com a publicação da lista de candidatos com inscrição homologada, os interessados podem agora pesquisar o número de inscritos por cargo e lotação. Clique aqui para conferir a relação de candidatos para as vagas de ampla concorrência.

Com edital publicado no dia 3 de junho no Diário Oficial, o certame oferta nove vagas para técnico administrativo (nível médio), 18 vagas para analista de sistemas e uma vaga para controlador interno (nível superior), além da formação do cadastro de reserva. Este será o segundo certame da história da DPMT para seleção de servidores efetivos

Inicialmente, as provas estavam previstas para o dia 28 de agosto. Porém, segundo retificação do edital, as provas objetiva e discursiva serão realizadas no dia 25 de setembro. A convocação dos candidatos ocorrerá no dia 16 e a divulgação dos locais de prova no site do IBFC no dia 19 de setembro.

As avaliações serão realizadas em Cuiabá e/ou Várzea Grande, em Mato Grosso. Os candidatos devem arcar com todas as despesas de deslocamentos, obrigatórios ou voluntários, referentes à participação no certame.

Saiba mais – De acordo com o edital, 10% das vagas existentes, ou que venham a surgir no prazo de validade do concurso, foram reservadas para pessoas com deficiência, 20% para negros e quilombolas, e 5% para indígenas.

O subsídio inicial (valor bruto) para o cargo de técnico administrativo é de R$ 3.065,50. Já para o cargo de analista de sistemas, a remuneração inicial é de R$ 6.584,11. Enquanto para controlador interno, o valor é de R$ 10.632,57.

Além do subsídio básico, os servidores da Defensoria Pública atualmente também têm direito ao auxílio-alimentação (verba de caráter indenizatório) no valor de R$ 803,75.

Todos os candidatos aprovados vão ingressar no primeiro nível da primeira classe, respeitando os requisitos profissionais exigidos para o cargo, e podem progredir na carreira caso alcancem as exigências de cada classe.

A carga horária, para todos os cargos, é de 30 horas semanais. O regime aplicado aos servidores da Instituição é o estatutário, respeitada a legislação geral, específica e a autonomia da Defensoria Pública.

O preenchimento das vagas por cargo respeitará a ordem de classificação e a disponibilidade de vagas nos municípios de lotação.

O prazo do concurso é de dois anos, a contar da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.

Para mais informações, incluindo a relação de candidatos que necessitam de atendimento especial, pessoas com deficiência, indígenas, negros e quilombolas, acesse a página do concurso no IBFC: https://ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/400