Pular para o conteúdo
Voltar

Defensora-geral faz primeira reunião com área administrativa e estabelece foco de trabalho e agenda mensal de encontros

Prioridade dos próximos anos será trabalho estratégico, por meio do planejamento e uso de tecnologia, para ampliar, simplificar e agilizar atendimento ao cidadão de Mato Grosso
Marcia Oliveira | Assessoria de Imprensa da DPMT

Reunião de trabalho será feita uma vez ao mês, com todas as áreas administrativas do órgão - Foto por: Bruno Cidade
Reunião de trabalho será feita uma vez ao mês, com todas as áreas administrativas do órgão
A | A

A nova defensora pública-geral, Luziane Castro, reuniu-se com os coordenadores de unidades da sede administrativa da Defensoria Pública de Mato Grosso, no fim da tarde de quarta-feira (10/01), para estabelecer encontros mensais, nos quais, objetivos, metas e resultados de atividades, comuns a todas as áreas, serão expostos e alinhados, com foco em resultados. O principal deles é expandir o atendimento ao público da Instituição, de forma planejada, estratégica, com uso de tecnologias contemporâneas e eficazes. 

A interação pessoal entre integrantes de áreas diversas será usada como ferramenta de comunicação para solucionar demandas, definir prioridades, prazos de entrega, correção de rotas, com foco no uso de inovações tecnológicas para levar o serviço do órgão a toda a população, de forma acessível, simples, prática e rápida. 

“Sonhamos grande e quero que sonhem conosco. Precisamos levar o atendimento da Defensoria Pública para os nossos assistidos por meio de um clique no celular, assim como já ocorre com os serviços bancários, nos quais as pessoas acessam tudo pelo celular. Temos ótimas perspectivas e apoio para avançarmos nisso. Levamos a Defensoria, nos últimos quatro anos, para um patamar que não tivemos nos últimos 20 anos. E agora, chegou a hora de iniciarmos outra etapa desse trabalho”, afirmou Luziane.

Paralelo ao planejamento das atividades novas, a defensora-geral solicitou que todas as áreas façam uma lista das pendências de cada setor, para que sejam estabelecidas prioridades e datas de entrega. A missão é de que todas as demandas antigas sejam selecionadas nos 100 primeiros dias da nova gestão.

Como exemplo, Luziane citou as inaugurações de 12 Núcleos que precisam ser concluídas e cujos trabalhos têm pendências a serem resolvidas antes da entrega. Entre as prioridades da área está a inauguração do prédio que abrigará os Núcleos Cíveis da Capital, no Pantanal Business, na avenida Rubens de Mendonça. E solicitou que o mesmo trabalho seja feito por todas as unidades para zerar pendências. E planejamentos sejam propostos com foco nas orientações.

A defensora-geral informou também que trabalhará no início do ano para viabilizar a reforma administrativa, junto à Assembleia Legislativa, o que possibilitará ao órgão ampliar o número de defensores (as) e servidores (as) tão logo os concursos públicos sejam concluídos. “Vamos continuar com foco na melhoria estrutural, porém, pensando nas sedes próprias e vamos trabalhar para ter a reforma administrativa e buscar inovação para atender a população de Mato Grosso”.

Durante a reunião, Luziane também lembrou que nos últimos anos foi necessária intensa execução de trabalho pela gestão, e áreas ligadas a ela, para estabelecer a ordem fiscal, estrutural e regulamentar da instituição e que, a partir de agora, uma nova etapa do trabalho terá início, a de planejamento e de revisão da execução, para buscar o aperfeiçoamento e uma atuação estratégica do órgão como um todo.

Participaram da reunião e apresentaram informações o primeiro subdefensor público-geral, Rogério Borges Freitas e a segunda subdefensora pública-geral, Maria Cecília Alves da Cunha e os representantes das áreas de Licitação, do Controle Interno, da Engenharia, Contratos, Tecnologia de Informação, da Gestão Funcional, da Inteligência, do Orçamento, Financeiro e Contabilidade, da Administração Sistêmica, da Área Técnica de Assuntos Interdisciplinares, da Assessoria Jurídica e da Assessoria de Imprensa e Comunicação.